DestaquesNoticias

Sindasp-PE defende Agente Penitenciário que fez ser seu direito reconhecido a entrar e a portar arma no Banco Bradesco

Na entrada do agente penitenciário Cristovão  no Banco Bradesco da rua da concórdia nesta quarta-feira (27.07.2016), ocorreu um constrangimento. O  funcionário do Banco Bradesco barrou na entrada e relatou ao agente que o mesmo na tinha direito a porta arma de fogo dentro daquela repartição.

Diante do caso, o agente penitenciário Cristovão entrou em contato com o sindicato.

Ao receber a informação  o Presidente João Carvalho, que encontra-se em férias disponibilizou-se e compareceu ao Banco.

Na mesma hora, o Presidente também convocou o advogado para caso. A convocação seria para amparar o associado caso precisasse realizar alguma ocorrência.

O Presidente João Cavalho levou a documentação ao local, que comprova o direito ao porte fora de serviço e defendeu o direito argumentando.

Toda documentação foi entregue ao gerente e advogado do banco.

Diante do fato, foi mostrado  documentos e com as argumentações aos referidos,  gerente e  advogado do banco, que não tiveram outro jeito e reconheceram o direito do agente penitenciário a adentrar armado ao banco Bradesco.

O agente penitenciário não quis levar o caso à delegacia para autuar o funcionário do banco, pois teve seu direito finalmente reconhecido.

O Presidente João Carvalho ainda disponibilizou o jurídico para o ingresso de uma ação judicial. O agente penitenciário vai entrar com uma ação por dano por constrangimento.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar